Bálsamo Planta Medicinal → Para que Serve [ SAIBA TUDO ]

Entre as plantas medicinais o bálsamo é uma das ervas mais conhecidas, graças às suas propriedades relacionadas a problemas digestivos e estomacais. Neste artigo você conhecerá melhor a planta bálsamo e para que serve.

A flora brasileira conta com inúmeras plantas que podem ser usadas de maneira medicamentosa, para o tratamento de diferentes problemas. Entre essas plantas, é possível destacar o bálsamo.

balsamo planta

Uma planta conhecida como sendo um tipo de ‘gordinha e/ou suculenta’ devido às características de suas folhas, que pode ser facilmente encontrada em muitas casas de todas as regiões do país. O bálsamo (Sedum dendroideum) é chamado popularmente também de balso, pau-de-bálsamo, cabureiba, óleo-vermelho, pau-vermelho e cabraiba.

Quer conhecer melhor a planta bálsamo e para que serve? Então acompanhe este artigo.

Saiba mais sobre a Planta Medicinal Bálsamo

Além de poder ser usada com fins decorativos, devido sua graciosidade, essa planta também conta com excelentes propriedades que a tornam mais que apenas uma espécie ornamental, mas sim uma planta medicinal, como por exemplo esse creme aqui para massagem corporal feito através do balsamo.

Uma espécie considerada um subarbustivo que atinge entre 30 e 50 centímetros de altura, o bálsamo, que é originário da África do Sul, pode ser ingerido cru, sendo comido diretamente do pé, em forma de suco e sumo, em forma de extrato oleoso, ou mesmo usando as folhas secas. No entanto, a maneira mais indicada para seu consumo é a crua, devido seu sabor é agradável, levemente azedo e bem palatável.

Descubra para que serve a Planta Bálsamo

É uma planta medicinal rica em substâncias como taninos hidrolisáveis, alcalóides piperidínicos, sesquiterpenos, mucilagens e triterpenos. Propriedades que tornam essa planta uma excelente aliada no combate de problemas como feridas gangrenosas, bronquite crônica, contusões, machucados, torções, frieira, queimaduras, dor de dente e ouvido, alergias cutâneas, picada de inseto, herpes labial, assaduras, eczemas, enxaqueca, problemas no trato urinário e epilepsia.

No entanto, os tratamentos mais conhecidos com essa planta medicinal são para:

Problemas Digestivos

Seu poder anti-inflamatório, principalmente relacionado a questões gástricas, foi comprovado cientificamente em 2005, quando uma pesquisa mostrou que o bálsamo é rico em Kaempferol, um ativo muito eficaz para a proteção do estômago o que o torna um aliado nos problemas digestivos, como má digestão, azia, queimação e mais.

Tratamento de Gastrite

Mais um estudo realizado anos depois, em 2014, mostrou que a ação protetora do bálsamo no estômago também é muito eficiente no combate de gastrites e úlceras causadas pelo consumo excessivo de álcool ou uso de medicamentos como anti-inflamatórios. Isso, graças a uma substância chamada sulfidrílicos.

Controle da Diabetes

No mesmo ano, em 2014, mais um estudo afirmou que essa planta medicinal também é rica em flavonóide canferitrina, um ativo capaz de estimular a produção de uma enzima chamada fosfofrutoquinase, responsável por melhorar o funcionamento das células hepáticas responsáveis, juntamente com a insulina, por controlarem os níveis sanguíneos de glicose.

Saúde e Beleza da Pele

O óleo retirado do caule dessa planta medicinal é uma poderosa mucilagem, rico em substâncias hidratantes, nutritivas e auxiliadoras no reparo da pele. Ou seja, o bálsamo é um poderoso regenerador celular, capaz de eliminar manchas na pele e reduzir linhas de expressão.

Como usar o Bálsamo

Como dito anteriormente, ele pode ser ingerido cru e em forma de suco ou chá (que pode ser feito com as folhas frescas ou secas). Além disso, ele também pode ser usado externamente em forma de emplastro, ou óleo (extraído diretamente do caule da planta).

A maioria dos pesquisadores e profissionais mencionam que a melhor forma de usar essa planta é crua, ou seja, basta colher as folhas, lavar bem e comê-las. Mas, se você preferir usá-lo de outras maneiras, veja as recomendações a seguir:

Suco de bálsamo: Bata 10 folhas de bálsamo, em 1 copo e ½ de água filtrada e adoce como preferir. Beba em seguida.

Chá de bálsamo: ferva meio litro de água com 5 folhas de bálsamo por 10 minutos. Após esse tempo, desligue o fogo e deixe o chá descansar (abafado) por mais 10 minutos. Coe e adoce como preferir.

Emplastro de bálsamo: para usar a planta de forma tópica, basta macerar algumas folhas (quanto achar suficiente), com um pouco de azeite de oliva, até que vire uma pasta bem espessa e aplicar diretamente sobre a área afetada.

Contraindicações

De acordo com diversos especialistas, não existem contraindicações para o uso do bálsamo. O que a maioria deles indicam é que o consumo diário não ultrapasse 10 folhas, quando estivermos falando de ingestão.

Mas, vale mencionar que essa indicação é feita apenas para evitar possíveis desconfortos intestinais, como a diarreia e cólicas, por exemplo. Além disso, se você já faz uso diário de algum medicamento, é importante que você fale com seu médico antes de iniciar o uso desta planta.

Veja esse técnica mágica que as famosas usam para tirar o melhor proveito do balsamo para fazer massagens corporal. Clique aqui e veja a matéria completa

5 votes, average: 5,00 out of 55 votes, average: 5,00 out of 55 votes, average: 5,00 out of 55 votes, average: 5,00 out of 55 votes, average: 5,00 out of 5 (5 votes, average: 5,00 out of 5)
You need to be a registered member to rate this post.
Loading...

Leave a Reply

6 + 5 =