Dieta Intermitente O que é, e Como Funciona [ Cardápio Completo ] 🥇

Ultimamente, um novo método de emagrecimento vem tomando conta da internet e passando a fazer parte da vida de muitas pessoas é a dieta intermitente, também conhecida como jejum intermitente.

O principal objetivo desse método é fazer com que o corpo passe a utilizar seus estoques de gordura para gerar energia, levando à queima dessa massa gorda.

O tempo de jejum pode variar muito, visto que esse método compreende diversos protocolos que podem ser seguidos de diferentes formas.

O período em que a alimentação é permitida, chama-se janela alimentar e é o tempo em que a pessoa está livre para fazer suas refeições. Já no período de jejum, não deve-se ingerir nada que tenha calorias, então, é permitido tomar água, café preto sem açúcar e chá, também sem adoçar.

Vale lembrar que no período paleolítico, o jejum era algo bastante comum, visto que o homem vivia da caça e não tinha acesso constante à alimentos.

Então, se você está interessado e quer saber um pouco mais sobre a dieta intermitente, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber.

Dieta intermitente como funciona?

Dieta intermitente para que serve

A dieta intermitente funciona através de protocolos de jejum, ou seja, alternando período de alimentação com períodos de jejum calórico. Esses protocolos podem ser variados, indo desde 8h até 24h sem se alimentar.

No entanto, antes de começar a seguir esse tipo de método, o mais importante é conversar com um médico ou especialista que possa ajudar a orientar melhor a sua execução.

A realização de alguns exames também é fundamental para avaliar o estado de saúde e isso vale para qualquer tido de método de emagrecimento.

Pois bem, dito isso, vamos conhecer os protocolos da dieta intermitente:

  • 12/12

Nesse protocolo, a pessoa tem uma janela alimentar de 12 horas seguidas por 12 horas de jejum. Digamos que você pode comer das 9h da manhã até as 21h e depois deve manter o jejum, respeitando o não consumo de alimentos calóricos.

  • 8/16 – Sistema leangains

Nesse caso, você terá uma janela alimentar de 8 horas e passa as outras 16h do dia mantendo o jejum de calorias. Então, você pode fazer a sua primeira alimentação do dia as 11h, por exemplo, e a última refeição será às 19h.

  • 24/24 – Sistema come-para-come

Nesse protocolo, você pode se alimentar por 24 horas e depois deve manter um jejum por mais 24 horas. Imagine que você fez a sua última refeição do dia às 12h e depois vai manter o jejum até as 12 do dia seguinte.

Esse tipo de protocolo só deve ser feito de 1 a 2 vezes na semana, não devendo ser um padrão diário.

Aspectos importantes da dieta intermitente

Um ponto muito importante da dieta intermitente é que você só deve comer quanto sentir fome, ou seja, não porque está em uma janela alimentar de 12 horas que tem que comer diversas vezes nesse período.

O essencial é que haja uma alimentação de abertura da janela alimentar e uma de fechamento, ou seja, se você vai se alimentar as 9h as 21h, deve comer uma vez às 9h para abrir a janela alimentar e outra vez às 21h, para fechar.

Nesse meio tempo, entre as 9h e as 21h, você só deve comer se sentir fome.

Além disso, o consumo de água é essencial para manter a hidratação do corpo e eliminar a falsa sensação de fome. Você sabia que, muitas vezes, interpretamos sinais de desidratação com fome?

Mais do que isso, durante a janela alimentar a dica é consumir alimentos que proporcionem uma maior saciedade, tais como verduras, proteínas, legumes e muitas fibras.

Vale ressaltar também que a dieta intermitente não funciona bem com pessoas que mantém uma dieta rica em carboidratos simples, tais como pães, massas, arroz e outros que não sejam integrais.

Isso porque aumentar a vontade de comer, a ansiedade e influencia negativamente nos resultados. Há quem alie a dieta intermitente com uma alimentação low carb para potencializar ainda mais os resultados e levar o corpo a um estado de cetose.

Por que a dieta intermitente funciona?

Quando você termina de se alimentar, o corpo procura um destino para tudo o que foi ingerido e a energia é absorvida sob a forma de glicose, levando o organismo a ativar a insulina, que age levando esse açúcar para as células.

No entanto, quando há um excesso de energia e essa energia não é utilizada pelas células, ela acaba sendo armazenada em forma de gordura, formando nosso tecido adiposo.

Quando a energia do que foi consumido se esgota, o organismo precisa recorrer às suas reservas que são o glicogênio, que é a energia que se armazena nos músculos, e a gordura.

É então que ocorre a quebra de gordura, ocasionada pelo hormônio glucagon, que leva a perda de peso.

Vale lembrar ainda que dietas ricas em glúten e carboidratos simples atrapalham o funcionamento do glucagon, dificultando a perda de peso.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a dieta intermitente, como fazer, como funciona e como ela atua no corpo para promover a perda de peso. Aproveite essas dicas e comece a emagrecer agora mesmo!

17 votes, average: 5,00 out of 517 votes, average: 5,00 out of 517 votes, average: 5,00 out of 517 votes, average: 5,00 out of 517 votes, average: 5,00 out of 5 (17 votes, average: 5,00 out of 5)
You need to be a registered member to rate this post.
Loading...

Leave a Reply

quatro + vinte =