Óleo de Rícino → Para que Serve [ SAIBA TUDO ] 🥇

Também denominado de azeite de mamona, o óleo de rícino é extraído da mamona, que é um fruto bastante comum na região do serrado brasileiro. O que muita gente não sabe é que esse óleo pode oferecer uma grande variedade de benefícios para o organismo, melhorando a saúde.

oleo de ricino

A maioria desses benefícios deve ser atribuída ao ácido ricinoleico, que é um composto graxo de grande poder hidratante, que é o ômega-9.

O óleo de rícino pode ser encontrado massivamente na indústria, em diversos setores, sendo utilizado como matéria-prima para a produção de tintas de impressão de adesivos, emulsificantes, cosméticos e até revestimentos.

Sua textura é aveludada e grossa, possibilitando que seja utilizado também para fins medicinais, tal como cuidados com a pele, limpezas intestinais, melhora da circulação e alívio de dores.

O fato é que o óleo de rícino é um óleo natural cheio de propriedades benéficas e se você quer saber um pouco mais sobre ele? Então continue lendo nosso artigo…

O que é Óleo de Ricíno

Como já foi dito, o óleo de rícino é extraído da mamona, sendo rico em nutrientes benéficos para a saúde. Normalmente o seu uso ocorre para fins medicinais e estéticos.

O seu uso em terapias medicinais não é nada recente, já sendo utilizado por antigas comunidades com fins medicinais.

Ele possui efeito lubrificante, laxativo, antioxidante e anti-inflamatório que já foram relatados desde o Antigo Egito.

Por causa da alta concentração de ômega-3 e ômega-6, vitaminas e sais minerais, o produto vem ganhando o mercado de cosméticos, especialmente nos cuidados com a pele e cabelos.

O óleo é extraído por processo mecânico e químico. Assim, depois de limpa a planta, ela é prensada resultando em uma parte do óleo. Porém, outros 50% dos compostos ainda estão nas sementes.

Essas sementes então sofrem a aplicação de hexano, heptano ou éteres de petróleo, que são solventes que atuam sem causar interferência na composição dos extratos.

Para fins medicinais, o ideal é que os extratos sejam extraídos com a prensagem à frio, conseguindo um óleo livre de toxinas, mais límpido e sem impurezas ou acidez.

Para que serve o óleo de rícino

O óleo de rícino, como já foi dito, é amplamente utilizado, podendo ter fins terapêuticos, medicinais e também cosméticos. Então, vamos conhecer mais em detalhes para que serve esse óleo:

  • Cosméticos

Como é rico em ômega-3 e ômega-6, o óleo de rícino pode atuar na restauração e fortalecimento de sobrancelha, cabelos, barba, pele e unhas.

Quando aplicado nos cabelos, ele vai ajudar a estimular o crescimento dos fios pelo fortalecimento da raiz, reduzindo a queda por quebra. Além disso, seu uso irá formar uma camada de proteção que envolve e sela as cutículas capilares, ajudando a manter a hidratação.

O óleo ainda possui ação antifúngica e antibacteriana, que controla a proliferação de agentes nocivos no couro cabeludo que podem levar os fios a ficaram fracos.

Ele ainda estimula o crescimento dos cabelos por conter vitamina E. A caspa também pode ser amenizada em casos leves e moderados.

Na pele o óleo de rícino irá ajudar a hidratar e deixar a pele mais elástica, melhorando sua aparência e diminuindo as marcas de expressão. Como hidrata profundamente, ele ainda ajuda a suavizar áreas ásperas e calor.

Sua ação adstringente, diferente da maioria dos outros óleos é muito importante, pois não obstrui os poros, além de ajudar a limpar e diminuir a ocorrência de acne.

Para isso, o produto deve ser aplicado regularmente, amenizando sinais de envelhecimento, estimulando a produção do colágeno e rejuvenescendo a pele.

  • Medicinais

O óleo de rícino é utilizado há milhares de anos com fins medicinais pelos povos mais antigos. No entanto, ele ainda não é cientificamente reconhecido como uma alternativa para o tratamento de doenças.

Porém, os relatos mostram que ele pode ser um grande aliado no tratamento de infecções, enxaqueca e inflamações.

  • Terapêuticos

O óleo de rícino pode ser utilizado, por exemplo, em massagens para melhorar a circulação do sangue, inflamações musculares e aliviar dores. No entanto, o principal uso desse produto é para regular a função intestinal.

Isso porque o seu consumo leva a um estímulo dos movimentos peristálticos, melhorando o funcionamento do intestino.

Vale lembrar, porém, que mesmo sendo natural, o óleo de rícino não deve ser utilizado continuamente ou sem que haja indicação médica, visto que pode causar efeitos colaterais. 

Óleo de rícino tem efeitos colaterais?

Qualquer produto pode apresentar um potencial alergênico. Sendo assim, o mais indicado é sempre realizar um teste no antebraço antes de usar o produto, de fato, para ver se causa reação.

Mais do que isso, se for consumido em grandes quantidades ele pode levar à ocorrência de diarreia, dor abdominal, enjoos, falta de ar, desmaios e dor no peito.

Se utilizado nas mucosas, tal como boca e olhos, pode causar irritação, não sendo recomendado.

Tem contraindicações?

Sim, o óleo de rícino é contraindicado para pessoas que possuem Doença de Crohn e outros problemas que aumentam o risco de sangramento digestivo. No entanto, o uso tópico é liberado nesses casos.

Gestantes também não devem nem pensar em usar o produto, visto que leva a um aumento na chance de aborto espontâneo. Em crianças, o uso só deve acontecer sob orientação médica.

Pronto, esperamos que este artigo tenha sido útil e que você tenha conseguido tirar todas suas dúvidas sobre o Óleo de Rícino, se ficou com alguma dúvida não hesite em deixar um comentário!

10 votes, average: 4,96 out of 510 votes, average: 4,96 out of 510 votes, average: 4,96 out of 510 votes, average: 4,96 out of 510 votes, average: 4,96 out of 5 (10 votes, average: 4,96 out of 5)
You need to be a registered member to rate this post.
Loading...

Leave a Reply

vinte + 1 =